domingo, 9 de agosto de 2009

sem titulo


Quando finalmente passei a descobrir que o Sol realmente existe ou que a Lua nunca deixará de brilhar e que possivelmente as ondas do mar nunc dexarão o mar,passei a perceber que minha vida não tem sentido sem você.

Enxerguei que realmente você esteve aqui me fazendo sorrir, chorar e ver o mundo e as´pessoas como são, enxerguei que nunca é tarde para recomeçar outra vida, mesmo que a outra ainda não tenha terminado, que eu poderia sim sorrir em momntos de tristezas e que ao partir me deixaria a esperança de um dia reencontra-lo,

Vários dias sentada naquele mesmo lugar onde jamais sai, fiquei pensando no que fazer ou se teria alguma coisa a fazer, e de pensar que o meu olhar ao entracontrar o seu estremecia , tentando se desviar para não deixar resplandecer aquilo que eu sentia, talvez isso tenha me fortalecido, para seguir em frente com a cabeça erguida.

Pensando em como é minha vida, eu pude perceber que escrever o que eu sinto não era o bastante, eu teria que fazer muito mais que isso, eu teria que expressar cada sentimento, que eu sinto, que as vezes eu guardo para mim mesma, mais que isso eu teria que comunicar cada virtude, vitórias ou até mesmo fracasos para te deixar a par da situação mas com o tempo novamente percebi que tudo isso era fora de cogitação.

Então vendo tudo aquilo acontece as perguntas novamente virão, me deixando confusa e encabulada, com aquela sensação de que o meu mundo estaria acabando com a certeza de que não o vicio mais a aflição tomava conta de mim ,e tudo o que eu tinha para aliviar aquela dor, eram letras escritas em pequenos papéis com versos de quem eu realmente saberia o que estou escrevendo com o mais puro e verdadeiro sentimento, as suas cartas de amor.
por: Pamela Manuella ( prima eu te amo)

9 comentários ♥:

♫ FáZinho ♫ disse...

lindo texto viu... amei

"passei a perceber que minha vida não tem sentido sem você."

E amei o visual do teu blog...
e obrigado pelo comentz la no meu
bjsssss

O Porteiro disse...

Hmmm... Lua vai deixar de birlhar.HEHEHE
Então, coias como essa me cansam... parece papo de fã de Nx zero...
boa tarde...

Susy & Cia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
susan s. disse...

adoorei o texto ! parabéns, sucesso :D

Pedro Alves disse...

Me parece uma sensação familiar.... uma distância perfeitamente alcançável, fisicamente, mas impossível de se encurtar emocionalmente.
O passado não condiz com o presente no que é, mas ainda existe no que se sente...
Por um lado, o sofrimento é estranhamente doce... A amargura está na conformidade de que esta doçura não será mais sentida em plenitude... não como já foi.

Viajando...

Cheers

Hudson disse...

texto muito lindo hehe

adenilson disse...

com um texto desses...ele nem precisa d titulo.......
mto bom seu blog.
interessante...ótimo...inteligente...messsmo...
primeira vez akki
voltarei mais vezes
grande abraço
e será bm vind no
www.bocadekabide.blogspot.com

Lilian C. disse...

Achei lindo a carta, principalmente por ser dedicada a uma prima. Tenho amigas fiéis que posso contar a qlqr momento, mas as primas superam as amizades. Beijos e achei lindo ake :D

robert disse...

own *---* minha gatinha kenya q fez =))

Love is...
© . - Template by Blogger Sablonlari - Font by Fontspace